- OS-AMIGOS-DO-PASSEIO conhecimento cultural, melhor alegria e maior participação)

«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««« clica nas imagens das colunas laterais »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»

Faleceu ontem no Hospital do Barreiro onde há bastante tempo estava internada nos Cuidados Intensivos a nossa amiga MARIA MARGARIDA GRAMACHO de SOUSA, a nossa Guida, aluna nº. 478 e que foi elemento preponderante no Voluntariado e Secretariado da UTIB, membro da Coordenação Geral, e da Coordenação Técnico-Pedagógica. Solidária com todos, pronta a ajudar quem mais precisava, a nossa Guida deixa umlugar muito difícil de preencher. Recordo as última vez que nos encontrámos e almoçámos no Leão d'Ouro onde ela me dizia: "Luis, nós discutimos tanta vez mas a nossa amizade suplanta todas as nossas divergências! Tem cuidado contigo Luis, não te enerves tanto que a vida são dois dias!". Como estava dentro da razão a nossa Guida. Sentidas condolências para toda a sua família, em especial para o seu marido Álvaro! Descansa em paz querida amiga.
       O corpo está previsto sair da Capela Mortuária do hospital pelas 16 horas em direcção ao crematório da Quinta do Conde.

▒ O BAÚ DO MEU ENCANTAMENTO - Prof. José Eteves faleceu ▒

Obs.:  Por ter recebido uma informação da Maria Júlia, esposa do Artílio Batista, voltei ao blogue que tantos amaldiçoaram e "renegaram" e cá vai, mais uma publicação, a primeira deste ano que já vai na fase descendente. 
 A minha relação com o Prof. José esteves, nasceu, como facilmente se deduz, por intermédio do Artílio Baptista. Fiquei encantado com a admiração que ambos nutriam um pelo outro.
Figura encantadora, afável, sempre com uma história nova para nos deliciar, o Professor José Esteves para além da doação da sua biblioteca à U.T.I. do Barreiro ainda ofereceu um exemplar do livro cuja capa aqui vos deixo a todos os presentes na inauguração da sua/nossa Biblioteca.
◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘◘

Para memória futura aqui ficam duas dedicatórias suas que "moram" desde então no baú do meu encantamento.

▒ DUAS HOMENAGENS AO PROF. JOSÉ ESTEVES ▒

Textos obtidos por consulta na Internet


1. Sociedade Portuguesa de Educação Fisica
A Educação Fisica Está de Luto

2. Comité Olimpico de Portugal 

Morreu o Prof. José Esteves

nota: clica no links indicados pelas setas

▒ FALECEU O PROFESSOR JOSÉ ESTEVES ▒

1919 - 2015

Ano trágico este de 2015 para a U.T.I. do Barreiro.
Depois do falecimento em Maio passado do Prof. Artilio Batista chegou agora a vez, 17 de Novembro, do desaparecimento do Prof. José Esteves.
Dois dos maiores nomes da UTIB, no que, por exemplo, à criação da Bilioteca da U.T.I.B. diz respeito.
A Biblioteca, volto a referir e, contariando a mensagem que se tentou passar, foi oferecida ao Arlilio, (eu sou testemimunha) que recebeu carta branca, para lhe dar o destino que entendesse. Como facilmente se deduz o Artlilio ofereceu-a à UTIB e em forma sde gratidão e reconhecimento por tão valiosa oferta (4100 volumes) , propôs atribuir à "nossa" Biblioteca a designação de BIBLIOTECA PROFESSOR JOSÉ ESTEVES.
Nesta fotografia obtita aquando de uma das várias idas a Casa do Prof. (na Parede) já só restam dois: eu e o Jorge Vilar. O Jorge Ramos (grande colaborador por sempre disponível) e o Artílio infrelizmente já desaparecram do mundo dos vivos. Agopra foi a vez do Prof. José Esteves. Longe da vida mas perto do coração.

▒ FALECEU O PROF. ARTILIO BATISTA ▒


Nasceu a 25 de Fevereiro de 1942 e faleceu hoje dia 5 de Maio de 2015 
o Artilio Vasco do Pinho Baptista, Professor de Sociologia e membro da Coordenação Geral da UTIB. Durante vários anos trocámos livros por ocasião dos nossos aniversários. Nunca conheci ninguém que devorasse a leitura como ele; tinha mesmo fome de livros, Quantas vezes me dizia: acabei de comprar o livro dos meus sonhos, mas cada livro comprado era sempre um sonho realizado. A ele se deve a criação e constituição da Biblioteca José Esteves que começou com a bonita some de 2500 volume cedidos por aquele professor. Para mim, o verdadeiro "herdeiro" da biblioteca do Prof. era ele próprio, o Artílio, mas ele, na sua humildade: "que não, que não senhor, foram oferecidos à UTIB, não a mim. Foi também, depois do Prof. José Esteves, o maior municiador da nossa Biblioteca. Dele tenho duas dezenas de volumes, todos autenticados e a mim dedicados, que me ofereceu nos meus aniversários. De todos destaco,(e como ele adorava este livro de John Gerassi): "VENCEREMOS! The speeches and writings of ERNESTO CHE GUEVARA". e como ele era a cópia fisionómica impressionante do CHE. 

Recordo um seu retrato do CHE em sua casa e como o confundiam como sendo ele próprio. 
Foi ainda e também um dos Coordenadores do saudoso Boletim da UTIB, Destaco ainda mais dois talentos: O 1º. no canto onde impressionava especialmente no Fado de Coimbra, cidade que ele adorava, como tive oportunidade de comprovar. O 2º., no desenho e pintura extremamente pormenorizada como se comprova pelo quadro de sua autoria que me ofereceu em 1998 e que perdura desde então na parede do meu quarto!

Era assim o Artílio o Homem dos Sete Instrumentos, e que tudo dava em troca de nada. Paz à sua alma e sentidas condolências a toda a família. 

▒ DO AMIGO ARTÍLIO BAPTISTA ▒

Um certo dia, decorria o Ano 2000, pedi ao Arítilo para redigir um texto sobre mais um Encontro de Antigos Estudantes que se iria realizar na Tapada de Mafra. Pediu-me algumas dicas, alguns nomes e no dia seguinte telefona-me e diz-me: "Luis, a melhor maneira é eu "meter-me na vossa pele" e fingir que sou um dos vossos. "Vamos a isso" digo eu e no "jornal" que então editámos para o efeito ficou perpetuado este texto que deixo à V/consideração.

▒ RECORDANDO O COMPANHEIRO ARTÍLIO BAPTISTA ▒

RECORDANDO
Em 1982, um Grupo de companheiros e amigos levaram a efeito a constituição de uma Cooperativa de Ensino Gratuito baseada nas Universidades Livres de Bento de Jesus Caraça. Vicissitudes várias e outras "oposições" impediram que ela tivesse voado tão alto quanto desejaríamos. Para além de todo o espólio documental que fiicou para a posteridade, restam ainda este "boneco" onde tentei mostrar a "máquina de trabalho" que foi o nosso querido amigo Artílio e o "monumento" que apresenta actualmente a erosão sofrida nestes 33 anos. Desse Grupo "transitaram" para a UTI do Barreiro e, como se depreende, o Artílio Baptista, o Carlos Alberto Correia e eu próprio.